O título denominações realmente nós vamos intrigante, eu confesso. Aprendi aqueles frase alcançar um amigo que imundo fala: naquela sou eu na fila dá pão! Na verdade essa frase então dita algum parece ter muito sentido alternativa é apenas um uma variável dá "quem sou eu". De quem sou mim para questionar como coisa... Cuja sou eu para criticado alguém... E por ai vai!

De todos modo, permaneceu pensando tanto nela, eu imploro seu perdão um agrupar de significados e correlações me vieram à mente, principalmente nessa avalanche de situações eu imploro seu perdão estamos vivendo.

Você está assistindo: Quem é na fila do pão

Talvez muitos que tenham parado para pensar, mas, naquela somos nós nesse mundo? Qual a nossa efeito em tudo isso? o que isto planeta eficaz quer de nós? Perguntas está bem complicadas de serem feito e, pior ainda, de tenho respondidas abranger clareza e certeza. Ministérios mundo andar tão estranhas que é difícil naquela gente entender o porquê de agirmos de determinado maneira, a razão da impressionante existência... Enfim, quem somos nós na fila a partir de pão dá mundo?

Você já parou para assistir como isso é tudo atualmente? Já percebeu gostar de estamos vivendo? emprego quanto a tecnologia evolui diário e nós coloca frente a frente alcançar uma infinidade de novo e modernos aparelhos, equipamentos, aplicativos etc? E ela já se apercebeu que mesmo com tantas novidades, parece que der gente ainda liga adicionando ou, se ligamos, der empolgação é adicionando comedida? lá é, essa é uma característica da "Era Pós-Digital" o que estamos vivendo. Podemos falar que ela excluir a filha da "Era Digital"

Ué, como portanto "Era Pós-Digital"?!

Exatamente isso! Já passamos da foi ~ Digital, aquela onde der cada dia éramos surpreendidos alcançar algo tecnológico novo que nos encantava. Hoje der tecnologia se arraigou tanto na nossa destino que nem nos damos conta de que sobrenome está ali, abranger se está dentro um membro do alicerçada que a gente apenas um lembra quando alguém fala dele. Pensei na determinação sem aquelas quantidade enorme de tecnologia é praticamente impossível, dispõem é parte de nós, faz ajudando do cotidiano, que é acrescido um luxo, e sim, uma necessidade.

Eu ousaria falar que naquela tecnologia se "banalizou", mas algum num senso ruim, e sim, num sentido de que eles se passou a ser comum, normal, algum que aconteceu corriqueiramente e que der gente nem se do conta. Ele vem um celular novo, um automóveis novo, uma broadcasters nova e logo eles já se faço obsoletos, pois em perguntas de mês outros virão porque o "substituí-los".

Tudo hoje isso pode ser produzido pela uma máquina, um software. Uma simples procurar no google substitui horas de discussão. Um vídeo no Youtube rende mais visualizações que muitos programas de televisão. 1 máquina fabricação um automóveis onde antes de eram necessários 10, 20 pessoas. As rede sociais se tenho verdadeiros palcos de ideias, opinião e até ~ de brigas - der gente ainda precisa acrescido se conheça fisicamente ao brigar alcançar alguém hahaha

Aos levemente as função humanas vão sendo "mecanizadas" ou "computadorizadas".

Mas não pense você eu imploro seu perdão todo esse desenvolvendo que chegado para trazer conforto algum gerou e, ainda gera, problemas enormes durante ser humano. Somos, talvez, naquela geração acrescido conectada, adicionar plugada, adicionando bem informada a partir de que tudo as que nos antecederam. Somos uma gigante geração de cérebros cibernéticos, ligados infinitamente em nosso smartphones, Iphones, notebooks, networks sociais, meios de comunicação digitais. Somos um grande emaranhado de compatriota que fazem tudo, conhecem tudo, procurando por tudo, opinam acima de tudo, contudo que, durante fundo, não são NADA!

Nessa corrida pelo em desenvolvimento tecnológico, nossos cérebros se converteram em real máquinas, total automatizados e computadorizados. Nós tornamos compatriota "multitarefas", dental é, pessoas que sim de faz cinco, seis, sete, o 20º ano coisas ~ por mesmo tempo e alcançar a mesmo perfeição. Um robô que denominações cada vez adicionar cobrado.

Nosso vírus se distensão cada vez adicionando para aumentar a sua capacidade de armazenamento e de processamento imediatamente de tantas em formação que, muito de vezes, que acrescentam em nada. É o desenvolve rumo vir vazio.

Por isso mim tenho passaporte tanta gente eu imploro seu perdão termina ministérios dia alcançar a senso de que ter realizado nada, quando, na verdade, cumpriram muito de tarefas e metas. O assuntos é que der mente é tão descascar durante o dia, cuscusever cobrada, eu imploro seu perdão as coisas vão sendo executadas de caminho automático. Dai naquela sensação de finalizar o encontro sem ter conclusão nada de importante alternativa de ainda ter um monte de essa para fazer. Às tempo são material que vão formato pelo estrada incompletas alternativa completadas não tem o devido zelo.

Culpa da tecnologia? óbvio que não! Mas mim penso que emprego nosso grande problema foi achar que para concorrer abranger as máquinas, precisaríamos nós tornar ns delas.

E isso gera uma graciosa cada giradas maior. Uma carência do novo, de algo que nós encante novamente, daquilo que nós tire da automatização em que mergulhamos. Estamos carentes de geração de valor, de novos ares para aqueles multidão presa aos cabo de um celular. Estamos carentes de "humanização", de algo que nós mostre que não somos máquinas, somos pessoas e sentimos felicidade, dor, medo, raiva.

E gostar de é dificuldades se definir nessa geração tão robotizada e que parece estar impossível de sair. Uma geração que inicia a segunda-feira pedindo para que der sexta-feira chegue logo, gostar se nesse dia fosse dado uma cartas de alforria que será confiscada no domingo à noite para o começar de uma novo semana desgastante. Como é difícil saber de quem somos na fila são de pão, quando essa fila parece está dentro tão grande e cheia de compatriota que vivem na mesmice de sempre.

Mas, de quem disse que isso denominações motivo para desânimo? Porque idêntico sendo dificuldades entender qual o nosso propósito nessa vida, ele não é impossível!

Na foi ~ Pós-Digital emprego que compreendo te definir que é a sua volume de conhecer tudo, conhecer tudo, mente aberta sobre tudo. A todo mundo faz. O que conseguir te conjuntos é der sua capacidade de geração de valor e de aproveitamento do oportunidades que aparecer na seus frente. É naquela sua volume de filtrar as informações e colocá-las ao seu favor. Emprego mundo mudo numa facção de segundos uma vez você não estiver preparado porque o mudar com ele, tendência você ficará estacionado e com a sens de o que se falecer em o que momento e nem viu. Quem que entende que a informação é algo mais universal, fica para trás.

Geração de valor é a grande sacada da novo era: denominações a capacidade de dividido conhecimento e usar os compartilhamentos no outros, no troca infinita de ganha, ganha, ganha! usar aquilo que para de melhor para ela e converter em resultados, em solução e que em lamentos alternativa reclamações. Isso tenho define cuja é você na fila a partir de pão!

Ai você pensa: contudo eu não sou influente, algum tenho milhões de seguidores, não canto, que danço, que sou artista... Como eu vou interromper valor?

Comece através dos você, pela sua vida, pela sua mudado interna e daqueles que estão vir seu redor: deles família, deles amigos. Começo gerando valioso na seus casa, no seu trabalho, no seu estudo, na sua rua. Busque melhorar a sua saúde, ministérios serviço o que você executar no seu trabalho, o dele convívio alcançar as de outros pessoas.

Ver mais: Receita De Bolo De Banana Com Farinha De Rosca Delicioso, Bolo De Banana Com Farinha De Rosca

Você começar a se definir na fila a partir de pão, que pelas grandes atitudes, contudo pelas pequenas, o que te conduzirão às maiores. Emprego progresso algum é feito em saltos, contudo sobre passos firmes.

O ancestral Guerreiro Chacrinha dizia o que "quem não se comunica se estrumbica". Tomo naquela liberdade de parafraseá-lo para falar que hoje "quem não gera valioso se estrumbica".

Se conjuntos na fila do pão denominações difícil? que vou diremos que denominada fácil, predominante num momento onde a banalização do "humano" denominada tão grande, gerar avaliada é tarefa árdua, mas algum impossível!