"Espécimes" inodoros, secos e quase eternos, produzidos das cadáveres humanos através dos uma técnica chamada telefónica plastinação, estão sendo longe usados gostar modelos de anatomia em exposições e universidade de medicina. Milhões de leigos já viram corpos dissecados em uma a partir de espetaculares exibição de anatomia pelo mundo e um novo mercado on-line de "espécimes" pessoas plastinados isto é crescendo. Mais do que transformações físico-químicas, a plastinação, relacionado a de outros procedimentos, também realiza uma transformação simbólica eu imploro seu perdão reduz emprego corpo-pessoa naquela corpo-objeto para neutro a poluição e o tabu associados ~ por cadáveres humanos. Contudo, as situação obscuras sobre como esses corpos foram doados, comprados ou mesmo roubados empreender o status de pessoa de volta vir corpos, portanto como chama a nossa punho para novo questões éticas e morais.

Você está assistindo: Quantas partes tem o corpo humano

Corpo; Plastinação; Cadáver; Entretenimento; Espetáculo


Odorless, dry and almost everlasting "specimens", produced from human corpses by der technique dubbed plastination, are being provided as anatomia models in exhibitions e medical schools. Countless lay human being have currently seen dissected corpses in one of the spectacular human anatomy exhibitions around the world e a novo on-line market for plastinated person "specimens" is growing. More than chemical e physical transformations, plastination, associated com other procedures, also makes a symbolic change that reduces ns person-body right into object-body in order to neutralize the pollution e the taboo associated com human corpses. However unclear circumstances about these bodies and questions as to whether they have actually been donated, sold, or even stolen bring estado as "people" earlier to ns corpses e draws our fist to novo ethical and moral questions.

Body; Plastination; Corpse; Entertainment; Spectacle


ARTIGO

Exposição de corpos humanos: ministérios uso de cadáveres gostar de entretenimento e mercadoria

Joon Ho Kim

Joon Ho Kim denominações doutorando são de Departamento de Antropologia da faculdades de Filosofia, cartas e ciência Humanas da universidade de eles são Paulo. E-mail: jkim
usp.br>

RESUMO

"Espécimes" inodoros, seco e quase eternos, produzidos do cadáveres humanos através uma técnica chamada telefónica plastinação, ser estar sendo largamente usados gostar modelos de anatomia em exposições e colégios de medicina. Milhões de leigos já viram corpos dissecados em uma das espetaculares exibição de anatomia pelo mundo e um novo mercado on-line de "espécimes" pessoas plastinados está crescendo. Acrescido do eu imploro seu perdão transformações físico-químicas, a plastinação, relevante a outros procedimentos, demasiado realiza uma conversão simbólica o que reduz o corpo-pessoa der corpo-objeto para neutralizar a poluição e ministérios tabu associados ao cadáveres humanos. Contudo, as circunstancias obscuras sobre como esses corpos foram doados, comprados alternativamente mesmo roubados trazer o estado de humano de volta vir corpos, então como chama a nossa atenção para novo questões ética e morais.

Palavras-chave: Corpo, Plastinação, Cadáver, Entretenimento, Espetáculo.

ABSTRACT

Odorless, dry and almost everlasting "specimens", produced são de human corpses by der technique dubbed plastination, estão being provided as anatomy models in exhibitions e medical schools. Millions of lay world have currently seen dissected corpses in one of ns spectacular human anatomy exhibitions around a world and a novo on-line market para plastinated human being "specimens" is growing. More than chemical e physical transformations, plastination, associated com other procedures, also makes der symbolic revolution that reduces the person-body into object-body in order come neutralize a pollution e the taboo associated com human corpses. However unclear circumstances around these bodies and questions regarding whether they have actually been donated, sold, or even stolen bring estado as "people" back to ns corpses e draws our attention to novo ethical and moral questions.

Key words: Body, Plastination, Corpse, Entertainment, Spectacle.

O cadáver espetáculo

Em 2007, o brasil recebeu a doar de anatomia intitulada bodies revealed: Fascinating + real, traduzida como corpo humano: problema e fascinante. Período 670 mil compatriotas (Abas 2010) de variedade cidades brasileiras puderam comparecer a dando na que os objetos expostos eram nada menos do que 16 cadáveres e 225 órgãos pessoas (Corpo humano 2007). Adentrar em um sala repleto de cadáveres estripados e mutilados terá que fazer suscitar der mesma sensação de uma sala dos horrores, já que os morto são notoriamente objetos de tabu, a fonte de mana, é considerado impuros, perigoso e, não raramente, repugnantes. Entretanto, os corpo dissecados da exposição, demonstrado esfolados alternativamente fatiados, inteiros ou em partes, eviscerados ou não, e tematicamente organizado em sistemas - esquelético, muscular, nervoso, respiratório, digestório, excretor, reprodutor, circulatório - eles eram tratados como objetos de "arte". Vir contrário daqueles grandes vidros de formol o que distorcem naquela imagem dá seu conteúdo desbotado, largamente usados em laboratório e museus para conservar restos biológicos, body Revealed denominações um somente cadavérico no decorrer qual corpos dissecados e parte corporais - reduzidos a formas, cores e texturas - são espetacularmente exibido em pedestais, display screens e caixas transparentes, distribuição meticulosamente em espaços organizados e iluminados para realçar suas formas e cores.

O cadáver da doar que aparece na frente do catálogo (Geller 2007) e na seção intitulada "O corpo Revelado" (Geller 2007:4-5) excluir uma sino de síntese do espírito da exposição. É um corpo esculpido de acordo alcançar a mesma razoável visual que nós achamos nas máquinas exibidas em justa e exposições tecnológicas, apresentadas em cortes esquemáticos ou na chamada "vista explodida", ao expor suas parte internas com o alvo de dar ao espectador a visão funcional no subsistemas que inventar o todo. No decorrer cadáver-síntese da exposição, der preservação de anéis de comprimido e das partes externas marcantes, tais como nariz, umbigo, orelhas e mamilos, esquematiza a definições da enfrentar corporal. Um no olhos do morto permite der visualização dos músculos orbiculares, que não escondem o critério caracteristicamente asiático, enquanto o outro olho, que exibição o encaixe a partir de globo ocular abranger a órbita, visual esbugalhado. Em todo o corpo, muito de músculos ~ foram seccionados junto abranger os anéis da hauts para demonstrar nervos, órgãos, artérias e ossos localização nas camadas adicionar internas. Por essa forma, os pulmões elas visíveis dentro de da gaiola de costela que formato a caixas toráxica e, na região do abdômen, excluir o sistema excretor, do rim à bexiga, que isto é exposto em um ventre principalmente vazio de vísceras.

Esse cadáver, portanto como todos os demais, denominada tecnicamente denominado de "espécime" e, contudo de ser evidentemente um corpo humano, parece feito de essa plástico, seco e inodoro, características que resultam do processo utilizado na seus preservação. Der técnica empregada, conhecida gostar de plastinação ou preservação através polímero , denominada um processo eu imploro seu perdão substitui a água e naquela gordura presentes no corpo por polímeros plásticos que acabam dando a ele um aspecto sintético característico. De acordo com explica telefone Hagens (s/d), inventor da técnica, naquela plastinação de um cadáver requer que ele tenha ministérios processo de putrefação interrompido o mais rápido possível para garantir naquela boa aparência do "espécime". Isto é feito embalsamando-se ministérios corpo abranger uma solução de formol que denominações bombeada pelas artérias logo depois de ~ sua morte. Na estágio seguinte, ministérios cadáver denominada dissecado e mergulhado em uma banheira de acetona alternativa outro solvente capaz de dissolvendo a agua e der gordura a partir de corpo, os os componentes que efetivamente alimentam ministérios processo de putrefação. Depois de ~ esta etapa, o cadáver excluir submetido a um processo naquela vácuo o que promove a substituição da acetona através dos polímero fluidos corporais - tal gostar de o silicone - eu imploro seu perdão impregna os tecidos à meça que a acetona é convertida ~ por estado gasoso.

A duração então processos de substituição química é proporcional ~ por tamanho são de "espécime" der ser conservado e pode levar meses. Finalmente, depois de ~ a saturação com polímeros, ministérios espécime denominada "modelado" e determinado na posição que manterá definitivamente após a cura do plástico. Emprego produto final denominações um cadáver ou parte cadavérica inodora que se assemelha, visualmente e vir toque, naquela um modelo plástico. Em absolutamente sentido, os produtos da plastinação elas cadáveres fossilizados que, aos invés de terem sólido mineralizados naturalmente, foi ~ plastificados sinteticamente.

Há um óbvio sensacionalismo mórbido nas exibição de corpos humanos, passaporte que não haveria ministérios mesmo abordado se os corpo morto expostos foi ~ sintéticos alternativamente de animais. Isto evidencia o verdade de que a conexão que se estabelece entrada nós, espectadores, e os cadáveres expostos tem uma dimensão social, individual da o que teríamos se fossem somente modelos de plástico ou cera, ainda que reproduções perfeitas, alternativa de um cadáver animal, algum que seja a técnica de conservação. As exposições de corpo morto humanos até podem oferecer motivações acrescido nobres são de que ministérios simples jogos mórbido, contudo sem abrirem mãos da morbidez gostar peça fundamental do espetáculo. Alcançar efeito, o tom geral essa que defendem esses exposições apela para naquela utilidade educativa de se usarem corpo morto humanos reais, dissecar e modelados, em posições didáticas, pois isto é técnica possibilita o acesso a "espécimes" cuja riqueza de detalhadas e de em formação era antes de acessível apenas vir anatomistas.

Os críticos dessas exposições, por outro lado, atacam a cadeia produtiva e anúncio que se começa na captação dúvida desses corpos e o elo duram que efetivaria, debaixo uma fachada de enterprises educativo, o consumo desses cadáveres na formato de espetáculo. De fato, no decorrer um diorama alcançar cadáveres plastinados jogando cartões é especial produzido porque o um filme - Cassino Royale, da series 007 - e naquela cantora Lady Gaga, conhecida através suas performances e cenários surreais, se atenção pelos cadáveres plastinados (Kiefer 2010), o que isto é em pauta é o entretenimento, não a educação. Entretanto, ministérios uso de cadáveres gostar forma de entretenimento está longe de está dentro inédito.

Schwartz (2001:412-420) relata que ministérios necrotério de Paris, na virada dá século xix para ministérios século XX, que só ser estar acessível aos público em geral, sob ministérios pretexto de permitir a demarcação de cadáveres encontrado em vias públicas, como era "celebrado gostar um teatro público" e "listado em praticamente all os guias da cidade". Abrir sete dias através semana, chegava a ter até 40 mil visitantes nos mim de maior movimento, e um empresas de quitutes lotava a passarela do página de fora. Naquela autora cita o circunstancias da exibição a partir de cadáver da enfant de la rue du Vert-Bois, achar em 29 de julho de 1886, que adquirindo colocado na salut d"exposition a partir de necrotério, vestida e sentada em 1 cadeira. Contudo da gigantesco visitação - os jornal teriam registrado até um grande tumulto em 5 de agosto, quando 150 mil compatriota tiveram que está dentro organizadas em grupos de 50 visitantes através vez - ninguém identificou ministérios corpo. 1 autópsia foi realizada só em 6 de agosto, enquanto os médico constataram que naquela menina deu-me se engasgado alcançar uma minhoca e morrer sufocada.

De acordo abranger a autora, emprego necrotério seria um "auxiliar visual dá jornal, putt no palco os mortos que sim sido descrito em detalhe, alcançar sensacionalismo, pela palavra impressa" (Schwartz 2001:415). Esse sensacionalismo, para Singer (2001:127), está associada a um processo de compensar da atitude blasé (Simmel 1967), que é fundamentalmente ministérios embotamento são de sentidos em enfrentar da exagerada doar sensorial que aflige as pessoas nas metrópoles. A descrição meticulosamente escatológica dos corpo mortos alternativamente mutilados estavam uma forma de compensar isto tipo de atitude, pois tocariam, de acordo alcançar Singer (2001:127), em ns "hiperconsciência especialmente histórica da vulnerabilidade física no ambiente moderno".

Apesar de espectadores e gratuito, e possivelmente justamente pela isso, ministérios necrotério de Paris ser estar muito estendido e ser estar engendrado em um circuito no o que "a determinação era vivenciada gostar um show, mas aos mesmo tempo os exposição tornavam-se por vez adicionando parecidos com a destino real" (Schwartz 2001:411). Dentro sentido, ministérios necrotério era o local procurado pelas pessoas comuns porque o experienciarem naquela "realidade" são de fatos sensacionais noticiados nos periódicos. Algum era a limite dos cadáveres que levava milhares de pessoas aos necrotério, contudo o voyeurismo motivado pela espetacularização da morte. O próprio administrá do necrotério teria disse que este "é muito acrescido fascinante dá que até ~ mesmo um museu de cera, lá as compatriotas exibidas são sim com certeza de carne e osso" (Schwartz 2001:420). Um cartum publicado através dos ocasião da inauguração a partir de Musée Grévin demonstra como o necrotério ser estar popularmente visto como lugar de entretenimento. Nele, "dois operários olham boquiabertos uma figura de cera estendida em 1 laje. Um diz: "Uau, parece um cadáver de verdade". Seu amigo responde: "Isso denominações quase havida divertido quanto ministérios necrotério"" (Schwartz 2001:420). Together visitações públicas vir necrotério de Paris foi ~ encerradas em 1907, que sem protestos (Schwartz 2001:414).

Se naquela morte como processo social, a partir do fim do centro XIX, adquirindo sendo afastada do assistir público, mormente em decorrência a partir de progressivo isolado dos doentes e moribundos em hospital e são de cadáveres em necrotérios, isso não significou que naquela oferta alternativamente a necessidade pelo mórbido eu tive diminuído. As meios de comunicação visuais que se popularizaram der partir daquele abrangendo continuaram a dar vazão ao mesmo sensacionalismo, ~ ~ de formato explícita ou disfarçada. Cartões-postais alcançar imagens de gente linchada (Allen 2000) servir de souvenir e de bastante de socialização de imagens mórbidas entre o final dá século xix e início dá século XX. Atualmente, improvisado de ter se extinguido, compartilhada imagens de gente morre e de cadáveres estropiados tornou-se lugar comum na Internet, para fex convergiram foto e vídeos, em seus maioria vernaculares, de acidentes, guerras, execuções, ataque e tudo adicionar relacionado com a morte.

Na indústria cultural, sem exceção que necessário, a importância da informação denominada invocada para disfarçar ministérios sensacionalismo e atender ao voyeurismo mórbido alcançar imagens reais. O filme Faces of death (1978) excluir uma redução ~ por absurdo por essa lógica, uma caricatura de documental que compila cenas grotescas - muitos de mortes explícitas gostar de reencenações de qualidades péssima o que fingem até ser realmente - apresentadas através dos um ator que se passa através dos médico legista e que afirma ter como objetivo mostrar as diferente "faces" da morte. Ministérios filme adquirindo criticado e censura em alguns países pela sua violência gratuita, mas resultou em ter sucesso financeiro, tendo arrecadado 35 milhões de dólares, apenas um no cinema, anti um custo de produção avaliada de 450 mil dissensão (IMDb, s.d.), motivando diversidade continuações e versões.

Ver mais: Um Gato De Rua Vive Quanto Tempo Vive Um Gato Doméstico, Um Gato De Rua Vive Quanto Tempo

Um exemplo adicionando recente do voyeurismo disfarçado é o fenômeno imagético são de "11 de Setembro", a fonte inesgotável de matérias televisivas e de documentário que invariavelmente têm algum "inédito" na prisão das mesmas imagens repetidas e repetidas à exaustão. Destaca-se dentre os documentários, 9/11: ns falling male (2006) que, sob o pretexto de definiram a pessoa que aparece em ns imagem a partir de fotógrafo richard Drew, conhecida como The falling man, compila inúmeras cena das pessoas saltando são de World Trade centro em chamas que, contudo de abundantes, ser estar tratadas gostar tabu e pouco veiculadas na meios de comunicação na era do nervoso (Cf. Cauchon & Moore 2002).

Um aspecto que quase certo as exibições de corpo humanos plastinados a partir de museus de cera denominações que ambas usam o mesmo princípio de modelar os corpo em "situações" caracterizar pela posture e a composição com adereços - uma zero de futebol alternativamente de basquete, um reverência e flecha - e mesmo dioramas, tais como cadáveres em uma mesa de carteado alternativamente em um fósforos de xadrez. A única diferença entrou uma instalação alcançar bonecos de assistir e de outra abranger corpos plastinados excluir o facto de que naquela segunda cometer uso de cadáveres. O demonstrar será tanto mais grandioso quanto mais surreal for a situação na qual o cadáver isto é colocado. Der primeira exposição itinerante abranger cadáveres plastinados, intitulada corpo humano Worlds (figuras 1-3), estreou na vizinhança de Tóquio em 1995, e aquisição produzida pela a empresa de mesmo nome, fundado pelo inventor dental técnica, o tratamento médico anatomista Gunther von Hagens. Acima de uma ns edições da corpo humano Worlds, Braslaukas (2001) comenta que: