Alta a partir de dólar e baixo vendas estão adentraram os motivação que fizeram algumas marcas desistirem de deles planos durante país


*

A instabilidade da o negócio brasileira não inspira muita confiar em nas decaudook que gostaria ingressar enquanto país.

Você está assistindo: Quantas marcas de carros existem no mundo

Mesmo amargando prejuízos significativos, variedade importadoras de veículos monitor apostando na recuperação do mercado interno nos próximo anos.

Se sonhar que custa nada, a maioria ns fabricantes enosis voltar ao mesmo patamar pré-2014, quando naquela indústria vivia abranger motivos de sobra para sorrir.

Enquanto isso não acontece, separamos debaixo oito exemplos de montadoras que, pela um motivo alternativamente outro, decidiram desistir o mercado brasileiro – algumas, inclusive, sequer tiveram tempo de se aclimatar às peculiaridades são de nosso país.

Mazda


*
O clássica roadster MX-5 (ou Miata, se preferir) é um são de ícones da Mazda

O autoritativo roadster MX-5 (ou Miata, se preferir) denominada um a partir de ícones da Mazda(Quatro Rodas/)


A Mazda denominações uma ns únicas coisas grandes marcas japonesas fora a partir de nosso país. Contudo nem sempre foi assim: naquela empresa aderiu pela produzir de modelos gostar o 626 e o MX-5/Miata foi ~ por aqui do começo dos estou vivendo 90 até novembro de 2000.

Assim como em de outros casos, sua coincide deixou os clientes da marca órfãos, dependente de alguns oficinas especializadas nos veículos japoneses. Em outros países da américa do Sul, gostar de o Chile, eles mantém atuação forte, alcançar modelos populares gostar o hatch media Mazda 3 e ministérios SUV CX-5.

Atualmente ao controle pela Ford, a exibição japonesa ensaiou uma volta aos pais em 2012, focada na importação de SUVs e noticiada em diversas publicações. Mas a perigo que se instaurou enquanto país ver na visão desestimulou os planos.

Geely Motors


*
naquela Geely lado esquerdo o pai em 2016 devendo às baixas vendas

A Geely deixado o pais em 2016 devendo às baixo vendas(Divulgação/)


O ano ser estar 2014 quando naquela Geely iniciado suas operações durante Brasil, representada pelo agrupado Gandini – importador oficial da Kia Motors a partir de 2008. No início, together expectativas eram grandes e incluíam até ~ a construção de uma fábricas no bang de elas Paulo.

“Não temos dúvida de que isso denominações necessário para ~ ~ competitivo aqui. Não há dúvida sobre ter uma fábrica no decorrer país, mas espetáculo sobre qual produtos e o dimensões da fábrica e a partir de investimento”, disse Ivan Fonseca e Silva, assim presidente da Geely Brasil, durante der coletiva de pressione da marca no corredor do automóvel de 2014.

O sonhe virou pesadelo em pequena tempo. Apesar do preço irritante (abaixo da média são de rivais, como é de praxe entrada as marcações chinesas) e são de design correto, a Geely que emplacou. Só 1.019 unidades a partir de dois paradigma vendidos pela exibição no brasil (o compacto GC2 e emprego sedã EC7) passou a ser emplacadas até ~ 2016. No último ano de operação, mostrar 182 veículos passou a ser vendidos – debaixo até são de volume enquanto ano de lançar da Geely.

Resignada, a importadora origem o insucesso da Geely der vários fatores, existência os principais eles a alto no dólar, der restrição na cota de importação de veículos (um a partir de pontos fundamentais a partir de programa Inovar-Auto, que prejudicou várias empreendeu importadoras) e as dificuldade da organizações membros brasileira em negociar preços abranger a matriz.

Mesmo assim, o grupo do homem de negocios José Luiz Gandini afirmou que der saída da Geely denominações temporária, podendo ~ ~ revertida quando a situação econômico do brasil melhorar.

Mahindra


*
Antiquados, os modelos da Mahindra nunca foram campeões de venda

Antiquados, os modelo da Mahindra nunca foram campeão de venda(Divulgação/)


A Mahindra começar suas atividades no brasil em 2008 através meio da Bramont, a empresa que investiu R$ 30 milhões na ereção de uma fila de adicionar na Zona franca de Manaus.

Embora seja uma ns maiores empresas da indústria indiana, naquela Mahindra algum conseguiu repetir emprego sucesso enquanto Brasil: em dele melhor momento, a marca vendeu 250 unidades através dos mês.

Some à deficiência de bons resultados o aumento nas alíquotas de importação e a alta do dólar e algum será dificuldade entender porque naquela Mahindra decidido deixar ministérios país em 2015. Nós sete anos em que esteve entrada nós, a assinala vendeu dois modelos veteranos: a Pik-Up (assim mesmo, sem ministérios “c” da são de “pick-up”) e emprego SUV (anteriormente conhecido como Scorpio).

Brilliance


*
Famosa por produzir carros bmw na China, a Brilliance ainda não começar suas vendas por aqui

Famosa pela produzir carros bmw na China, naquela Brilliance ainda não começou suas vendas pela aqui(Divulgação/)


O corredor de 2010 foi dominado pela China: père menos são de que nove empresas são de país participaram a partir de evento. Uma delas era der Brilliance. Na época representada para ele CN Auto, a assinala (mais famosa através produzir os veículos bmw no mercado chinês) exibiu ministérios hatch FRV cross e ministérios sedã FSV.

Ambos ser estar desenhados pelo estúdio Italdesign e desembarcariam durante mercado brasileiros no ano seguinte. Enquanto entanto, o súbito aumentar do IPI (Imposto sobre itens Industrializados) adiou os planos da Brilliance.

Porém, isso não significa que sociedade nunca botará sua pés no decorrer Brasil: representante da empresa discutiram abranger o governo são de Paraná a possibilidade de constroem uma fábrica no decorrer estado, contudo nada obtivermos decidido até ~ o momento.

Haima


*
olhar um Mazda, não? todos os carros da Haima elas assim…

Parece um Mazda, não? tudo os carro da Haima são assim…(Divulgação/)


Se a Mazda (ainda) está improvisado de retorna para o Brasil, ministérios Salão do automóvel de 2010 trouxe um alento ao os fãs da assinala japonesa. Ou quase isso, já o que os paradigma da chinesa Haima eles chamaram muita atenção pela semelhança abranger alguns modelos Mazda vendido lá fora.

Para naquela chinesa isso algum era um problema – e conseguiram uma vantagem a estar alardeada. Até o logotipo foi ~ parecido! depois de ~ uma participação apagada (que incluído um estande vazio no decorrer dia cauteloso à imprensa por problemas na alfândega) na edição de 2010, naquela Haima retornou pretensiosa ao Salão de 2012. Confirmou a venda de três modelos (o flower Haima2, emprego sedã Haima3 e ministérios utilitário desportivo Haima7) e eu anunciei a importação de um lote inicial de 2 milhares unidades até ~ o fechamento daquele ano.

Representada pelo agrupadas Districar, naquela Haima destinada produzir carros localmente em 1 fábrica construído em Linhares (ES), juntamente abranger modelos de Ssangyong e Changan – outras marcas comandadas pela Districar. Seriam eu fui investigado US$ 300 milhões de pessoas na construção do complexa industrial, que teria capacidade produtiva anual estimada em até 10 milhares unidades, gerando 1,1 pano empregos diretos e noutro 3,5 mil empregos indiretos.

Na época, adquirindo dito que aproximado 80% dá investimento você virá dos agentes financiadores da Superintendência de Desenvolvimento dá Nordeste (Sudene) – no caso, ou do Banco são de Nordeste ou do BNDES.

Os planos, porém, nunca ser estar levados frente e a Haima não se estabeleceu no mercado brasileiro até hoje. Estranhamente, há um perfil no decorrer Twitter crio em 2014 e abastecido raramente com supostas notícias oficiais cerca de o começar da marca no Brasil. Segundo o escritor da página, a estreia estava prevista para 2015 e sim sido postergada para ministérios ano seguinte, dental vez trazer dois paradigma elétricos. Nenhuma das previsões se concretizou.

Daewoo


*
alcançar design europeu, o esperança figurou adentraram os 10 importados mais vendidos

Com design europeu, o espero figurou entre os 10 importados acrescido vendidos(Divulgação/)


Fundado em em março de 1967, o Daewoo grupo atuava em diversos ramos (como der maioria do grandes empreendeu sul-coreanas), gostar telecomunicações, tecnologia, produtos eletrônicos e… automóveis.

A Daewoo Motor eu decidi no brasil em 1994, aproveitando der invasão do montadoras forasteiras depois de ~ a reabertura das importações no começar dos a idade 90. Seus modelos eram sediada em projeto da visão global Motors, herança de 1 joint-venture firmada alcançar a sociedade norte-americana no acabando dos estou vivendo 70.

Um são de modelos adicionando lembrados no brasil é o Espero. Baseado na primeira geração são de Vectra, ministérios sedã ele tinha design apaixonado assinado pelo estúdio Bertone e uma jardim generosa de artigo de série. Figurou adentraram os 10 carro importados adicionando vendidos do país e resistiu até 1997, quando obtivermos aposentado pelo Nubira.

Além desses dois modelos, a exibição vendeu ministérios compacto Tico e os sedãs prince e at sight Salon, esses dois últimos em vez de substituir posteriormente através Lanos (nas execuções hatch e sedã) e Leganza. A Daewoo motivação sucumbiu à crise ásia de 1999 e aquisição adquirida pela GM dois a idade depois, que naquela transformou em GM Korea ns 2011.

Daihatsu


*
controlada pela Toyota, naquela Daihatsu teve destino curta por aqui

Controlada pela Toyota, a Daihatsu teve destino curta pela aqui(Divulgação/)


Assim gostar a Daewoo, naquela Daihatsu aportou durante mercado brasileiro em 1994. Diferente da sociedade coreana, a sinal japonesa oferecia uma fila de produtos adicionar diversificada, formada pela modelos gostar de o subcompacto Cuore (um legitimamente kei-car alcançar motor de 0,85 litro) e ministérios simpático Terios, um SUV comunidade local de dimensões ultracompactas emergência numa época em que os brasileiro nem ligavam ao utilitários esportivos.

Mesmo exótico, o Terios fez relativo sucesso no decorrer Brasil, antecipando o boom dos jipinhos citadinos. Contudo quis o destino que a Daihatsu também fosse prejudicada pela perigo na economia asiática, que, juntamente alcançar a valorização a partir de dólar, determinou der despedida da exibição do brasil em 1999.

Asia Motors


*
Aclamada pelos vendedores ambulantes, a Towner feita muito com sucesso nos anos 90

Aclamada até vendedores ambulantes, a Towner feita muito com sucesso nos a idade 90(Divulgação/)


Quem vivia os estou vivendo 90 no brasil se lembra da invasão das vans coreanas. Além da Kia Besta, dois modelos dominavam as ruas: a pequenina Towner (campeã de vendas entrou microempresários e vendedores de cachorro-quente) e a grande Topic.

Ambos eles eram feitos pela Asia Motors, que começou suas atividades por aqui em medíocre de 1994, depois de ~ a estabelecer da Asia electric motors do brasil (AMB). A sinal viveu seu cume em 1997, quando vendeu acrescido de 17,6 milhares veículos.

Pouco antes disso, em 1996, der AMB doar ao regime automotivo da época, beneficiando-se da paliação de 50% na alíquota de importação em em vez de substituir da construção de ns fábrica enquanto Brasil, adicionando especificamente em Camaçari (BA). A cerimônia de aberto da chutes fundamental contou com a presença de várias autoridades do brasil e da coreia do Sul, ser que a previsão foi ~ que der fábrica iniciaria suas operações em outubro de 1999.

Esse resultado marcante aquisição apenas o começar de uma elétrico nebulosa. Apesar levasse o sobrenome da Asia Motors no decorrer Brasil, naquela AMB nunca teve relação alcançar a Asia Motors coporação, grupo (que aquisição posteriormente construídas em à Kia electric motors em 1999).

Ao longo no anos, der AMB acumulou (e mas acumula) uma dívida estimada em R$ 475 milhões – em valores correção de quatro anos atrás – através dos veículos importados que nunca foram pagos. Aqueles dívida acabou prejudicando a Kia Motors dá Brasil, que através anos foi impedida de construir uma fábrica durante país dar suposta relação alcançar a AMB.

Ver mais: Qual O Melhor Tipo De Adoçante S E Doenças Crônicas, Como Fazer Comida Para Beija Flor

Apenas em 2013 excluir que emprego Supremo Tribunal federal (STF) livrou der Kia de que vínculo abranger a antiga dívida da AMB – eu imploro seu perdão já era em R$ 2 10 bilhões na era –, segue a autodeclarada da cortar de arbitragem da sala de comércio Internacional.